Bom era ter tido Stamphoto quando o Sant Jordi (São Jorge) deu cabo do dragão

O jovem São Jorge deu cabo do dragão
O jovem Sant Jordi deu cabo do dragão

Há uma lenda que conta como um jovem matou um dragão apenas armado com o seu valor e uma espada. Uma lenda difícil de acreditar, embora a tradição persista e ainda seja uma lenda tradicional em muitos lugares do mundo. Se calhar, se alguem pudesse ter feito uma fotografia… Se calhar, poderíamos acreditar ou ter certeza absoluta se a tal fotografia tivesse sido certificada. Mas…

Conta a lenda que havia uma aldeia onde um terrível dragão atacava continuamente a população. O dragão tinha a todos muito assutados. Com o seu sopro de fogo arrasava tudo e matava toda vida que aparecesse no caminho.

Os aldeãos cansados e atemorizados, procuraram uma solução: ofereceriam ao dragão uma pessoa cada dia para calmar a sua ferocidade. Mas quem iria ser escolhido cada dia? Ninguém queria ser o almoço do dragão, portanto decidiram jogar a sortes cada dia o escolhido para o sacrifício.

A solução ia funcionando. O dragão ficava satisfeito com o sacrífico diário e deixou de atemorizar à população, deixou de queimar com o seu alento de fogo as casas, cultivos e pessoas que passavam no seu caminho. Mas um dia, saiu escolhida para se sacrificar a bela e simpática filha do rei. Uma bela princesa pela que muitos jovens estavam dispostos cambiar a sua sorte.

O rei era um homem justo, e disse que se a sua filha tinha sido escolhida no sorteio, seria ela a morrer nas fauces do dragão. Os habitantes da aldeia saíram à rua para vê-la ir até o lugar onde o dragão daria cabo dela. No caminho um jovem cavaleiro sobre um cavalo branco, protegido com uma brilhante armadura, apareceu frente à princesa e mostrou-lhe as suas intenções de não permitir que ela fosse morta e libertar à aldeia daquele terrível dragão.

O dragão ao ver o cavaleiro saiu enfurecido do seu refúgio. Houve uma luta muito intensa entre o dragão e o cavaleiro. O cavaleiro, de nome Jordi (Jorge em catalão), clavou a sua espada no coração do dragão. O sangue que manava daquele coração foi-se convertendo num roseiral. E o cavaleiro Jordi, valente cavaleiro, cortou uma rosa e ofereceu à princesa, como mostra de amor e valor.

Uma lenda difícil de acreditar. Era bom ter tido o Stamphoto e assim algum aldeão poderia ter fotografado a luta, fotografado a morte do dragão a mão do Sant Jordi e até fotografado o roseiral nascido do sangue do dragão.

Lleida.net
Somos la Primera Operadora Certificadora – Mensajes electrónicos certificados

Deja un comentario